No Cone Sul, Jaqueline Cassol diz que no Senado vai poder fazer mais por Rondônia

1 de setembro de 2022

Como deputada federal ela assegurou mais de R$ 225 em investimentos, em 3 anos e meio de mandato

Compartilhe

A candidata ao Senado, Jaqueline Cassol (PP), disse durante agenda de campanha no Cone Sul de Rondônia, no final de semana, que com a experiência adquirida como deputada federal, ao longo de pouco mais de três anos e meio de mandato, aliada a sua vontade e compromisso de trabalho, vai poder fazer muita mais por Rondônia como senadora.

“O deputado federal tem grande representatividade, mas os  senadores têm ainda mais peso político. Entrei na disputa porque, nesses 3 anos e meio como deputada federal, já destinei mais de R$ 225 milhões para os 52 municípios de Rondônia, atendendo as mais variadas áreas, sei como buscar os investimentos e sei trabalhar para fazer mais e melhor por nosso povo”, destacou Jaqueline.

Foto: Lucas Martins

Desse volume de recursos que destinou para Rondônia, mais de R$ 30,5 milhões foram para o Cone Sul, formado pelos municípios de Vilhena, Cabixi, Pimenteiras D’Oeste, , Colorado D’Oeste, Corumbiara, Chupinguaia e Cerejeiras. Foi nessa região que se iniciou o projeto Visão, que realizou milhares de cirurgias de cataratas, uma iniciativa da Jaqueline Cassol que permitiu que muitas pessoas voltassem a enxergar.

Segundo ela, “o senador tem muito mais força e a quantidade de recurso que pode trazer é maior. A força representativa do senador pode ser comparada com um dado numérico: Rondônia e São Paulo têm cada um três senadores. Já deputado federal, Rondônia possui apenas 8, enquanto os paulistas elegem mais de 70 em cada pleito”.

Fonte: Assessoria.