×

Jaqueline Cassol pede que o governador de Rondônia ajude e receba os pecuaristas

Confira!

Jaqueline Cassol pede que o governador de Rondônia ajude e receba os pecuaristas - rondonia, noticias, agricultura - jaqueline cassol

A deputada federal Jaqueline Cassol (Progressistas), durante discurso no Plenário da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (22), chamou atenção para a situação grave do setor pecuarista de Rondônia. Ela manifestou preocupação com um risco de colapso no setor agropecuário e alertou para o baixo preço do boi e a alta carga de tributos que obstruem a geração de emprego e renda de muitas famílias e as atividades produtivas, ocasionando perdas financeiras e fechamento de negócios.

A fala da deputada foi direcionada ao governador, Marcos Rocha. A deputada disse que cerca de 100 mil pecuaristas podem sofrer prejuízos na venda de seus rebanhos em razão do valor dos animais não ser competitivo. A parlamentar tem recebido relatórios de entidades produtivas apontando os problemas e soluções necessárias.

“Eles (pecuaristas) dizem que o diferencial de preço recebido pelo produtor rondoniense, tem oscilado entre 30 reais e 60 reais por arroba. Um prejuízo de aproximadamente 500 reais por animal quando comparamos com o preço de São Paulo e Goiás. Digo, com certeza, que existe hoje em Rondônia um represamento em mais de 16 milhões de cabeças de gado. Isso por causa da retenção no volume de abates, pelo fechamento de algumas plantas frigoríficas e pela demora da saída de animais vivos do nosso Estado devido à alta carga tributária”, frisou a deputada.

Jaqueline também argumentou que os pecuaristas já procuraram o governador Marcos Rocha, mas não foram atendidos.

“Eles marcaram várias reuniões com Vossa Excelência, Marcos Rocha, mas os encontros foram desmarcados e os pecuaristas não foram recebidos e ouvidos. Quero fazer aqui um apelo ao governador Marcos Rocha, que dê uma atenção especial aos pecuaristas. São esses produtores que geram emprego e renda para muitas famílias e cidades. Precisamos que o governador de Rondônia receba os pecuaristas do nosso estado”.

A deputada disse que se o governo estadual não atender às demandas dos produtores, os transtornos podem ser maiores.

“É urgente que o governo do Estado de Rondônia baixe as alíquotas da saída do boi vivo para evitar um colapso no setor agrope

cuário. Eu acredito que para o mercado voltar a ter um equilíbrio, Rondônia precisa abater imediatamente um milhão e duzentas mil cabeças”.

A parlamentar aponta que isso só será possível com a diminuição do valor da alíquota, o que permitirá o escoamento para outros estados. A deputada sugere que sejam tomadas duas ações imediatas para evitar uma crise profunda na pecuária de Rondônia.

“Primeiro, o governador do Estado, Marcos Rocha, tem que baixar a alíquota para abrir as fronteiras e equilibrar o mercado”.

A segunda medida é intervir junto ao Ministério da Agricultura para habilitar novas plantas de exportação que possam atender ao mercado. Hoje, Rondônia tem apenas uma planta habilitada para exportar para a China.

“Essas ações são de extrema importância para o Agro e devem ser tomadas imediatamente. Os produtores do meu estado estão querendo iniciar várias manifestações em Rondônia, como o fechamento da BR-364 e a paralisação dos frigoríficos. Precisamos evitar mais prejuízos para a economia do país”, finalizou Jaqueline.

A deputada solicitou nesta terça-feira, (22) uma audiência com a Ministra da Agricultura, Tereza Cristina para tratar das questões que envolvem o setor produtivo rondoniense.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Accessibilidade