×

Jaqueline Cassol comemora aprovação da Medida Provisória que abre capital estrangeiro para empresas aéreas

A deputada lidera discussão pela redução das passagens e dos serviços aéreos


O aumento de concorrência deverá gerar mais economia e melhores serviços para o consumidor que utiliza o transporte aéreo brasileiro. É o que acredita a deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO), que comemorou a aprovação da MP863, pelo plenário da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (21).

A MP863 permite que empresas estrangeiras invistam no setor aéreo brasileiro. O plenário da Câmara também aprovou destaque que retira a cobrança da franquia de bagagens. “Dia após dia o consumidor tem sido enganado pelas empresas aéreas que retiram benefícios com a desculpa de redução de valores, mas isso não acontece. Com a aprovação dessa medida, as empresas vão ter que se ajustar para oferecer melhores serviços com preços mais justos”, frisou Jaqueline Cassol.Jaqueline Cassol comemora aprovação da Medida Provisória que abre capital estrangeiro para empresas aéreas - noticias - jaqueline cassol
A deputada, na condição de vice-líder dos Progressistas, encaminhou votação quando houve pedido para adiar a discussão da matéria. A parlamentar orientou que o tema fosse decidido na sessão desta terça-feira. “Depois que a Avianca decretou recuperação judicial, somente o destino Brasília teve aumento de setenta por cento. Por isso também a necessidade da votação da matéria”, disse a deputada em plenário. O texto já foi aprovado também no plenário do Senado.

O destaque aprovado na Câmara também garante que o passageiro possa levar bagagem de até 23kg nas aeronaves. Para a deputada Jaqueline Cassol, a aprovação da MP, e do destaque que trata das bagagens, foi uma vitória. Na Câmara dos Deputados, a parlamentar tem liderado a discussão pela redução da cobrança das passagens e os demais serviços aéreos.

Na última quarta-feira, dia 15, por solicitação de Jaqueline Cassol, a Comissão de Viação e Transportes (CVT) realizou audiência pública para debater o assunto e cobrar soluções das empresas e demais entidades envolvidas. Discutir a cobrança desproporcional das passagens aéreas foi a primeira ação da deputada na Comissão onde é 2ª vice presidente.

Fonte: Assessoria

Accessibilidade