×

Jaqueline Cassol cobra celeridade para aposentaria dos ex-sucanzeiros

Depois de anos completamente parados, os pedidos começarão a ser analisados pelo Ministério da Saúde.

Jaqueline Cassol cobra celeridade para aposentaria dos ex-sucanzeiros - noticias - jaqueline cassol

Deputada Jaqueline Cassol entrega ofício ao Coordenador-Geral de Gestão de Pessoas, do Ministério da Saúde.

Os processos de aposentadoria especial dos servidores da extinta Superintendência de Campanhas de Saúde Pública (SUCAM) finalmente terão andamento. Depois de anos completamente parados, os pedidos começarão a ser analisados pelo Ministério da Saúde. O compromisso foi firmado após cobranças da deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) ao Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga e reuniões com a equipe da pasta nessa semana, em Brasília.

A deputada solicitou celeridade na análise dos mais de 500 pedidos de aposentadoria especial de servidores de Rondônia que prestaram serviços à superintendência na década de 60, 70, 80 e 90. Os processos estão sem andamento desde o final de 2018.

“São mais de 500 processos em tramitação nesse ministério que se arrastam. Esse grupo de trabalhadores prestou um grande serviço ao Estado de Rondônia combatendo doenças de Chagas, malária, esquistossomose e febre amarela e hoje estão desassistidos e sem plano de saúde”, afirmou.

Jaqueline Cassol destacou que devido aos anos de manuseio de Dicloro-Difinil-Tricloroetano (DDT) e o Benzene Hexachloride (BHC.) sem o uso adequado de equipamentos de proteção individual, os trabalhadores apresentam quadros graves de adoecimento e doenças de pele.
“A aposentadoria especial é uma questão de justiça”, disse a deputada.

COMPROMISSO- De acordo com o Coordenador-Geral de Gestão de Pessoas, do Ministério da Saúde já solicitou, ao Ministério da Economia, informações sobre procedimentos e documentos necessários para análise dos pedidos administrativos e orientou à Superintendência Estadual a sobrestarem a análise dos processos de conversão de tempo especial em tempo comum e aposentadoria especial até a manifestação do Ministério da Economia.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Accessibilidade