×

Aplicativos de busca com informações incompletas podem prejudicar candidatos nessas eleições

A pré-candidata a deputada federal Jaqueline Cassol apoia a iniciativa idealizada pelo instituto, porém faz ressalva.

Aplicativos de busca com informações incompletas podem prejudicar candidatos nessas eleições - eleicoes-2018 - jaqueline cassol

Às vésperas da largada da campanha eleitoral é possível encontrar diversas ferramentas de busca sobre a situação judicial dos políticos brasileiros. Essa alternativa de informação pode auxiliar e conscientizar o eleitor a decidir melhor sobre em quem votar nas eleições que ocorrem em 07 de outubro deste ano.

A pré-candidata a deputada federal Jaqueline Cassol apoia a iniciativa idealizada pelo instituto “Reclame Aqui” que tem como finalidade informar a população acerca das condições da ficha dos políticos.

Contudo, a líder progressista discorda dos critérios de apuração e inserção de informações sobre alguns candidatos, disponíveis no aplicativo gratuito “Detector de Ficha de Político. Isso porque, dados disponíveis através da ferramenta dão conta de que ela aparece como ré de uma ação civil pública movida pelo Ministério Público do Estado de Rondônia em 2012.

De fato, a advogada Jaqueline Cassol respondeu a ação, contudo fora absolvida das acusações em sentença (LEIA AQUI A SENTENÇA), proferida em primeiro grau e mantida pelo Tribunal de Justiça (RO). Um dos réus do processo chegou a ser condenado e o MP recorreu da decisão, mas não contra ela que mantém sua ficha limpa em todas as instâncias dos órgãos de justiça.

Ocorre que referida informação colhida pelo aplicativo vem sendo compartilhada de forma equivocada e distorcida nas redes sociais o que pode causar injustiças irreparáveis àqueles que apesar de sofrerem ações, mas foram absolvidos pela justiça durante o trâmite processual.

O mais grave da massificação dessa espécie de compartilhamento é que as informações do aplicativo sobre referido processo faz menção a um conteúdo verdadeiro, qual seja o processo que ela respondeu, porém é disseminado com um contexto falso, podendo caracterizar “Fake News”, o que pode gerar responsabilidade aos usuários das mídias sociais que compartilharem as informações com o intuito de enganar o eleitor.

Pré-candidata a deputada federal, Jaqueline Cassol vinha alertando, há vários meses, sobre esse tipo de manobra que poderiam ser armas nas mãos de adversários. Ela lamenta que uma ferramenta importante idealizada pelo Instituto esteja sendo utilizado de forma irresponsável.

Sobre o aplicativo

O aplicativo Detector de Ficha de Políticos é uma ferramenta gratuita que utiliza reconhecimento facial para detectar os processos de corrupção e improbidade administrativa que cada político responde na Justiça, usando apenas o smartphone da pessoa. Traz menções que induz o leitor ou usuário a crer que toda figura pública lá relacionada é “ficha suja” a exemplo da frase: “quando eles derem as caras, nós vamos tirar suas máscaras”.

Quanto aos danos causados e consequente responsabilização decorrentes dos compartilhamentos no que tange à imagem da pré-candidata Jaqueline Cassol, a assessoria jurídica já está tomando as providências cabíveis.

Fonte: Assessoria

Accessibilidade